O começo do infinito

Se seus sonhos não tem fim, então pra que se limitar!?

Uma amiga, ou melhor irmã tem um blog lindo, que contem um texto que me cativou;
Fala muito comigo, então pedi a ela que deixa-se eu compartinha esse texto e ela deixou.
Leia com calma reflita e sinta:
Divino demais pra ser igual

Às vezes sinto que preciso Te materializar.
Quero Te beijar, mas quero Te sentir, Te dimensionar.
Eu sei que Te toco, mas quero saber por onde passeiam minhas mãos.
Não quero forjar, quero Te abraçar e sentir os limites do Seu corpo.
Quero deitar no Seu colo e sentir o contorno do Seu peito.
Quero Te cheirar de perto e sentir o toque do meu nariz no Seu pescoço, e orelha, e cabelo.
E quero Te sentir me tocar também, saber que caminhos percorrem Suas mãos.
Queria poder Te materializar, nem que seja por segundos, de tanto que Te desejo.
Te quero.
Meus antigos contatos semelhantes à esse foram, tão somente, obra de imaginação.
Talvez essa seja a razão que explique meu anseio em Te tornar palpável.
Não que desdenho o que hoje desfruto Contigo, ainda sim é real, mas só queria Te sentir mais comum, e sentir.
Eu sei, Você se esconde do provável.
Deve ser isso que me faz Te querer tanto. E como quero!
Por não esbarrar tenho mais liberdade, sem olhares doutos de senso comum.
É apenas questão de tempo, muito em breve deixará de ser mera suposição e nos encontraremos nas sensações, quase dentro.
Então, Te sentirei de apenas sentir e sentir.
Espero...

http://rapaduracomcaviar.blogspot.com/

Desejando encorajar o progresso de seu jovem filho ao piano, uma mãe levou seu pequeno filho a um concerto de aderewski. Depois de sentarem, a mãe viu uma amiga na platéia e foi até ela para saudá-la. Aproveitando a oportunidade para explorar as maravilhas do teatro, o pequeno menino se levantou e eventualmente suas explorações o levaram a uma porta onde estava escrito "PROIBIDA A ENTRADA".
Quando as luzes abaixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que seu filho não estava lá. De repente, as cortinas se abriram e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no cento do palco. Horrorizada, a mãe viu seu filho sentado ao teclado, inocentemente catando as notas de "Cai, cai, balão".
Naquele momento, o grande mestre de piano fez sua entrada, foi ao piano, e sussurrou no ouvido do menino, "Não pare, continue tocando". Então,debruçando, Paderewski estendeu sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo. Logo, colocou sua mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia. Juntos, o velho mestre e o jovem noviço transformaram uma situação embaraçosa em uma experiência maravilhosamente criativa. O público estava perplexo.
É assim que as coisas são com Deus. O que podemos conseguir por conta própria mal vale mencionar. Fazemos o melhor possível, mas os resultados não são exatamente como uma música graciosamente fluida. Mas, com as mãos do Mestre, as obras de nossas vidas verdadeiramente podem ser lindas. Na próxima vez que você se determinar a realizar grandes feitos, ouça atentamente. Você pode ouvir a voz do Mestre, sussurrando em seu ouvido, "Não pare, continue tocando". Sinta seus braços amorosos ao seu redor.
Saiba que suas fortes mãos estão tocando o concerto de sua vida. Lembre-se, Deus não chama aqueles que são equipados. Ele equipa aqueles que são chamados. E Ele sempre estará lá para amar e guiar você a grandes coisas.



autor: desconhecido

About this blog

Seguidores

About Me

Minha foto
belo horizonte, minas, Brazil
Just Me....
Tecnologia do Blogger.